do que se trata afinal?

O texto de Para Ler aos Trinta é ordenado na forma de diversos ps’s. A personagem escreve para si mesma no passado, como se estas palavras pudessem ser uma máquina do tempo. Como se as palavras pudessem modificar o que já foi. Mais do que isso, estes ps’s, esta pequenas cartas sobre o cotidiano são um testamento dos arrependimentos da personagem que sequer conseguimos apreender direito. De maneira extremamente lacunar o texto se constrói apoiado em pequenos eventos ou tragédias cotidianas que determinaram quem aquela pessoa se tornaria. Mas as lacunas são tantas que não se pode, pelo menos numa fase inicial do processo, determinar em qual tempo acontece a peça. Presente, passado ou futuro. Se a personagem que está sendo retratada é a que lê ou a que escreve a receita para mudar a vida. E há também a questão de se tomar a decisão de deixar ver que quem fala não é apenas a personagem, mas as atrizes que ali, naquele curto espaço de tempo, habitam o texto.

Caminhos de construção desta pessoa, extremamente humana, que fala são muitos. As dicas estão todas espalhadas no conta-gotas de informação. Cada ps uma nova gota num oceano de dicas, vazias ou não. Quem decide todas as implicações e os efeitos? Eu, o texto, você? Não sei. Talvez seja um conjunto. Talvez só assim a peça possa existir, na construção coletiva entre quem faz e quem vê. Não dizia o Edward Bond que o teatro acontece na cabeça do espectador. Pois então. Mas este espectador precisa pelo menos de um norte. Ou não? Nem isso?

Na peça, eu decidi, vai tocar uma porção de canções. E todas elas são só pra te distrair do quanto tudo isso é triste. Mas isso é mentira.

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s